De S. a 17 de Novembro de 2008 às 21:41
Essa tarefa além de ser impossível, leva-nos a um caminho doloroso.
Se ao menos percebêssemos o bom que as diferenças podem ser... Aprende-se tanto, partilha-se tanto... É bom ter coisas comuns para partilhar, mas são pequenos detalhes que marcam a diferença. As vezes são pequenas particularidades, diferenças, que tornam o outro tão especial.
"Uma espécie de clone de nós próprios"... Seria tão monótono... Acho eu...
Hummm... de psiquiatria nada percebo... nunca fui muito com a psicologia e com a psiquiatria... há coisas interessantes, mas assustam-me... tenho medo da "loucura"... De ter de aturar psicologia ou psiquiatria a mais... Raio de medo este! :-O
Beijinhos


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.