Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Mudar o outro

stop..:(

Foto by Deyvis Malta

 

“A tarefa mais importante em relações conjugais é mudar o outro.

Não se consegue.

E porque é que nos irritamos tanto com os comportamentos de que não gostamos no outro se, afinal, é o outro que os tem?
Porque queremos moldá-lo.
Porque nos facilita a vida ter uma pessoa ali ao pé que reage da mesma forma que nós, que é igual a nós, que é uma espécie de clone de nós próprios. E depois há um bocado o mito da fusão, o mito de que temos de ser iguais, uma espécie de paridade funcional, não podemos ter individualidade própria.”
 

(José Gameiro) Psiquiatra


publicado por O Gato às 21:00
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De O Gato a 18 de Novembro de 2008 às 09:23
Sim concordo contigo é um caminho que só dá chatices, mas há muita gente que tenta sempre e depois de vários anos casados mundificamos sempre um pouco. Aí está quando se diz que os opostos se atraem, deve ser por alguma razão. Não diria um clone mas talvez um suplemento, aquilo que nos falta vamos buscar à outra pessoa, nem que seja nas atitudes, bom senso, forma de pensar as coisas de outro ângulo. Medo?? A loucura é saudável e tu própria sabes isso, (Não te estou a chamar maluca), mas como estava a dizer a loucura faz parte, pensa nos grandes pintores se não tivessem um pouco de loucura nunca teriam pintado grande obras, os grandes artistas têm todos um pouco de loucos se não os quadros e os livros não existiriam, pintores, escritores, artistas plásticos, escultores, até o Freud para fazer os estudos que fez sobre o ser humano, tinha um pouco de louco.

Vá beijinhos


De S. a 18 de Novembro de 2008 às 12:44
A parte do clone foi apenas o que tinha lido no texto... Acho que seria insuportável ter alguém bastante semelhante a nós.
Sim, sei... E é verdade e loucura "produz" coisas fantásticas.... Humm... Lembro-me sempre do meu pintor favorito, Van Gogh... e de outros artistas... Camille Claudel, Virginia Woolf, António Soares dos Reis... Assusta-me, porque geralmente têm um fim trágico, ou vão para hospícios ou suicidam-se... Nem todos, é certo, mas que passam mal, passam. Torna-se é difícil perceber se é o sofrimento que leva à loucura ou a loucura ao sofrimento, mas talvez esteja tudo relacionado e ambas as coisas aconteçam, até simultaneamente. Hoje custa-me falar neste assunto, nem sei bem porquê.
(Nem sei se consegui enviar o comentário do post anterior... a net ficou parva e bloqueou)
Beijinhos


De O Gato a 18 de Novembro de 2008 às 14:31
Bem tu também gostas de Van Gogh é que para mim sempre foi o meu preferido, e Paula Rego.
Acho que é o sofrimento que leva à loucura. Então descobre o porquê e depois falamos.
Sim chegou bem o teu post.
BJ


De S. a 18 de Novembro de 2008 às 20:21
Gosto imenso... O Van Gogh é sem dúvida o meu favorito... Quando fui ao Museu d' Orsay (bem isto é uma espécie de mistura de português com francês... a forma como escrevi museu d'Orsay eheh) fiquei ainda mais fascinada ao ver os quadros dele... mas não só os dele, havia lá também outros de que gostava imenso... conheci o Toulouse- Lautrec, que não conhecia ainda, mas de que gostei também... Tive pena de não ter visto muita coisa do Degas... Enfim... Mas acho que o que tive mais pena foi de não termos visto nada de escultura... isto quando se vai pela escola têm-se horários a cumprir, por isso nunca dá para ver tudo ao pormenor. Mas pronto, valeu a pena. Mas confesso que conheço pouco de pintura... Apenas vou conhecendo algumas coisas que descubro na net, livros... Gosto de pinturas com cores vivas :-D Já tinha ouvido falar de Paula Rego, mas nunca tinha visto nada dela... tem coisas bastante interessantes, pelo que já estou aqui a ver.
Ah! Pois 6 ou 7 livros... Mas a cabeça ainda funciona, tem de funcionar... Mas também não os leio de seguida, é conforme a forma como me sinto. E há alguns que se devem ler devagar e de forma espaçada. Na 6ª comecei a ler o mais recente do Saramago, mas só li o primeiro capítulo... Na época escolar falta-me sempre tempo para ler. E agora tenho de ver se continuo a ler Os Maias... ai mas os outros são sempre mais interessantes.
Bem, já estou a escrever imensooo e peço desculpa.
Beijinhos


De O Gato a 18 de Novembro de 2008 às 21:32
Bem Toulouse- Lautrec para mim também é um dos meu favoritos tem um traço divinal e ele era uma figurinha que media meio metro.
Olha então tens uma boa oportunidade. No palácio de Algés mesmo na baixa de Algés é uma vivenda azul clara tem uma exposição de Paula Rego com desenhos inéditos. Por isso vais ver, levas o love e pronto.
Odeio Saramago !
Sim tens razão há livros que são para saborear ,
é como uma mousse com grão de café por cima é divinal, experimenta.
E nunca estás a escrever demais tosca, estou farto de pensar na tua alcunha que eu te chamava esquecime o meu neurónio está a falhar.

Vá beijinhos


Comentar post

O Gato

Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


pesquisar

 

posts recentes

ENCERRADO o BLOG do GATO

Gato

Nunca Nos Separamos do Pr...

Raramente interferem

O único livro

Fazer o bem ao teu inimig...

O beijo

Sentir é criar

Avalia

Seios e ter saúde

arquivos

links

subscrever feeds

RESERVADOS TODOS OS DIREITOS DE AUTOR (É proibida a reprodução total ou parcial de textos deste blog sem a indicação expressa das autoria e proveniência).