Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008

À minha querida mamã

 

 Eis-me aqui em Portugal

Nas terras onde eu nasci

Por muito que goste delas

Ainda gosto mais de ti.

(Fernando Pessoa)

 

Mamã dedico-te este Poema e espero que consigas vencer
mais esta batalha dificíl, não te quero perder, um beijo


publicado por O Gato às 01:09
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Fragilidade

Dagmara 01

Foto by Stephen Perry

 

"Fragilidade, o teu nome é mulher!"
William Shakespeare


publicado por O Gato às 08:00
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Afinal, o que é que elas querem?”

Paisagem na janela

Foto by agda 

“Há mais de 30 anos que estudo as mulheres e ainda me pergunto: Afinal, o que é que elas querem?”

(Freud)

 


publicado por O Gato às 01:02
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Vou chorar pela Sara!

Uma amiga mandou-me este texto e dicidi publica-lo em homenagem a todas as Saras deste mundo...

 

Este anúncio foi premiado internacionalmente, mas não passou na nossa televisão, em Portugal. Porque será? Recordo o poema da criança de 3 anos, 'Meu nome é Sara' 

 

O meu nome é ''Sara''  

Tenho 3 anos

Os meus olhos estão inchados,

Não consigo ver.

 

Eu devo ser estúpida,

Eu devo ser má,

O que mais poderia pôr o meu pai em tal estado?

 

Eu gostaria de ser melhor,

Gostaria de ser menos feia.

Então, talvez a minha mãe me viesse sempre dar miminhos.

 

Eu não posso falar,

Eu não posso fazer asneiras,

Senão fico trancada todo o dia.

 

Quando eu acordo estou sozinha,

A casa está escura,

Os meus pais não estão em casa.

 

Quando a minha mãe chega,

Eu tento ser amável,

Senão eu talvez levaria

Uma chicotada à noite.

 

Não faças barulho!

Acabo de ouvir um carro,

O meu pai chega do bar do Carlos.

 

Ouço-o dizer palavrões.

Ele chama-me.

Eu aperto-me contra o muro.

 

Tento-me esconder dos seus olhos demoníacos.

Tenho tanto medo agora,

Começo a chorar.

 

Ele encontra-me a chorar,

Ele atira-me com palavras más,

Ele diz que a culpa é minha, que ele sofra no trabalho.

 

Ele esbofeteia-me e bate-me,

E berra comigo ainda mais,

Eu liberto-me finalmente e corro até à porta.

 

Ele já a trancou.

Eu enrolo-me toda em bola,

Ele agarra em mim e lança-me contra o muro.

 

Eu caio no chão com os meus ossos quase partidos,

E o meu dia continua com horríveis

palavras...

 

'Eu lamento muito!', eu grito

Mas já é tarde de mais

O seu rosto tornou-se num ódio inimaginável.

 

O mal e as feridas mais e mais,

'Meu Deus por favor, tenha piedade!

Faz com que isto acabe por favor!'

E finalmente ele pára, e vai para a porta,

 

Enquanto eu fico deitada,

Imóvel no chão.

 

O meu nome é 'Sara'

Tenho 3 anos,

Esta noite o meu pai *matou-me*.

 

'Quando a última árvore tiver caído,

quando o último rio tiver secado,

quando o último peixe for pescado,

todos vão entender que dinheiro não se come.'

 

"Terei sempre a esperança e o sonho de que um dia deixem de existir Saras no mundo, embora saiba que, infelizmente, é quase uma utopia pensar assim.

 

Eu, como mulher e mãe que sou, gostaria de ter nas mãos o poder de legislar sobre esse assunto, o abuso de menores. Sei que continuariam a existir maus tratos, mas talvez esses animais que os cometem pensassem um pouco antes de o fazer e haveria a certeza de que quem os cometesse seria severamente punido.

Até lá, sejamos unidos e sempre que soubermos de um caso, não hesitemos nem um segundo em denunciá-lo, sem medo ou pudores, podemos estar a salvar uma vida"

                                                                     Ass: Cristina Lemos


publicado por O Gato às 01:00
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

O Gato

Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28


pesquisar

 

posts recentes

ENCERRADO o BLOG do GATO

Abrir a Alma

Entre a paixão e o amor

A beleza e o perigo camin...

A mulher que se acha inte...

Amor por um filho...

Amar é descobrirmos

A beleza

Feliz Ano Novo

A beleza

arquivos

links

subscrever feeds

RESERVADOS TODOS OS DIREITOS DE AUTOR (É proibida a reprodução total ou parcial de textos deste blog sem a indicação expressa das autoria e proveniência).